Tecnologia

Japão leva seu primeiro foguete comercial privado ao espaço

O Japão levou seu primeiro foguete comercial privado ao espaço em teste realizado em 4 de maio, na cidade de Hokkaido. Durante a operação, o veículo chamado Momo-3 atingiu 110 quilômetros de altitude e retornou ao Oceano Pacífico apenas 10 minutos depois de seu lançamento. O resultado positivo, porém, não foi alcançado de forma simples, pois outra tentativa de lançamento no mesmo dia foi cancelada devido a uma falha no sistema de combustível.

Depois de solucionar o problema, a decolagem foi retomada e aconteceu exatamente como o planejado pela equipe da Interstellar Technology, startup responsável pelo desenvolvimento do Momo-3. “Foi um sucesso completo”, disse o fundador da empresa, Takafumi Horie, ao jornal Japan Times. “Trabalharemos para obter lançamentos estáveis e produzir [foguetes] em massa em ciclos rápidos”.

Internet Móvel

O Momo-3 não é tripulado e tem dimensões relativamente pequenas: 10 metros de comprimento e 50 centímetros de diâmetro. Pesando 1 tonelada, ele foi projetado para testes e transporte de pequenos satélites até o espaço. Agora, veículos bem maiores devem ser criados no país.

Além desse voo, a Interstellar Technology realizou outras duas tentativas de lançamento, que não tiveram sucesso. Na primeira, em 2017, a companhia perdeu contato com o foguete Momo-1. Na segunda, em 2018, foi utilizado o Momo-2, que acabou explodindo por causa de uma falha no sistema de controle ao retornar após alcançar apenas 20 metros de altitude.

O teste de sucesso de 2019 representa um passo importante para o Japão iniciar sua exploração espacial, pois o país tem o plano ousado de levar humanos à Lua antes da China. A Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA) tem um grande desafio pela frente, especialmente porque o país concorrente está bem mais avançado nesse sentido.