Nacional

Okuizome, a primeira refeição de um bebê japonês

No Japão, há uma série de rituais voltados para as crianças. Um deles é o Okuizome (お食い初め), que é realizada em torno do 100º dia de vida de um recém nascido. Okuizome significa literalmente “a primeira refeição de um bebê”, ou seja, será a primeira vez que um bebê será apresentado a uma diversidade de alimentos.

Acredita-se que esse costume surgiu no Período Heian (794-1185) e perdura até os dias de hoje. É um ritual que ocorre há mais de mil anos, praticado por todo o Japão, porém com algumas variações regionais. Originalmente era chamado Momoga no Iwai (百日 祝) que significa Celebração do Centésimo Dia.

Para os japoneses a primeira data mais importante é o 100° dia de aniversário, enquanto que para nós é o aniversário de 1 ano. No passado era comum a morte de bebês durante as primeiras semanas de vida devido à doenças. Portanto quando um bebê chegava aos 100 dias de vida, era um grande motivo para se comemorar.

Internet Móvel

Okuizome ritual dos 100 dias
O ritual é simplesmente simbólico pois com 100 dias de vida, o bebê ainda não tem a dentição que possibilite comer os alimentos. O objetivo nada mais é do que desejar saúde e um crescimento saudável à criança, além de sorte, felicidade e abundância para que ela nunca passe fome durante o resto de sua vida.

A cerimônia geralmente é feito em casa. O bebê se veste com uma espécie de mini quimono e a família prepara uma grande refeição. Uma pequena mesa será posta para o bebê e geralmente é usado conjuntos de jantar próprios para o Okuizome.

Okuizome, o primeiro banquete de um bebê

Como é a primeira refeição do Okuizome?

A refeição é composta por arroz, peixe, legumes, e às vezes outros alimentos que podem ter significados simbólicos. O prato principal é o tai (鲷), um peixe conhecido no Brasil como Pargo.

Outros alimentos presentes na primeira refeição de um bebê japonês é umeboshi (梅干し, ameixa em conserva), sekihan (赤饭, arroz vermelho pegajoso normalmente consumido durante várias cerimônias), sumashijiro(すまし汁, uma espécie de sopa) e o nimono (煮物, um prato de legumes cozidos).

Alguns tipos de doces também podem estar presente. Os pais também costumam dar para o bebê roer uma pedra pequena, redonda e lisa, extraída de um rio ou trazida de um santuário, geralmente onde o bebê teve sua Cerimônia Omiyamairi, que é a primeira vez que visita um santuário, com cerca de um mês de idade. Acredita-se que o ato de ‘morder’ a pedra vai ajuda-lo a desenvolver dentes fortes e saudáveis.

Depois que a refeição é servida, os pais pegam alguns dos alimentos com o hashi e os pressiona contra os lábios do bebê. A intenção não é que o bebê ingira o alimento, até porque pela falta de dentes isto é inviável. Se trata apenas de um gesto simbólico que retrata o sentimento que os pais tem para que aquela criança desfrute sempre de muita variedade e fartura de alimentos durante toda a sua vida.

Okuizome, celebrando os 100 dias de vida

Alimentos que fazem parte do Okuizome

Peixe Tai (pargo)
O pargo é considerado símbolo de prosperidade no Japão. Ele é servido com a cabeça e a cauda intacta pois desta forma simboliza o fortalecimento do pescoço.

Umeboshi (ameixa em conserva)
A ameixa em conserva tem uma aparência enrugada, representando dessa forma uma pessoa velha enrugada, na esperança de que o bebê vai ter uma vida longa.

Konomono (verduras em conserva)
O Konomono está sempre presente nas refeições de um japonês ao longo de sua vida. Pode ser feito a partir de vários tipos de verduras e legumes. Os mais consumidos é o repolho, acelga, nabo e pepino.

Nimono (legumes cozidos)
Além de legumes, pode incluir algumas algas (konbu), cujo nome em japonês lembra a palavra yorokobu – que significa feliz, satisfeito)

Sumashi-jiru (sopa japonesa)
Esta sopa contém dois moluscos que parecem quase idênticos. A esperança é que a criança vai algum dia encontrar um parceiro para compartilhar sua vida.

Sekihan (arroz vermelho)
Este prato, feito com arroz doce e feijão vermelho (Azuki) é frequentemente servido em eventos tradicionais no Japão e em uma ocasião como essa não poderia ficar de fora. Algumas famílias podem realmente colocar um grão de arroz na boca da criança, pois acreditam que estejam dando uma dose de energia vital a ela.

Okuizome comida

As três primeiras cerimônias de um japonês

Enfim, o Okuizome (お食い初め) é um ritual de alimentação com raízes budistas, na qual os pais introduzem o bebê ao maravilhoso e variado mundo dos alimentos. Esta é a terceira cerimônia mais importante na vida de um bebê. A primeira cerimônia é o Oshichiya (お七夜) realizada sete noites após seu nascimento.

A segunda é o Omiyamairi (お宮参り), que é a primeira visita a um santuário, onde a família leva o bebê para um santuário local, para ser apresentado aos deuses. É como se fosse uma espécie de cerimônia de batismo na tradição cristão.

Costumes tradicionais do Okuizome

Outro costume tradicional durante o Okuizome é fazer um álbum bem legal recheado de fotos dos bebês com seus trajes de quimono, juntamente com seus pratos, incluindo o peixe pargo e outras delícias. Afinal, é um dia muito importante na vida dos pequenos e não deve de maneira nenhuma passar em branco!

Okuizome, cerimônia dos 100 dias de vida
Em muitas famílias também é costume que a pessoa mais velha da casa, que seja do mesmo sexo da criança lidere o ritual, como o avô ou avó, ou o parente mais velho, se houver, pois acreditam que isso trará mais sorte e vida longa à criança.

Embora o Okuizome normalmente seja feito em casa, nos dias de hoje, muitas famílias que dispõe de pouco tempo para o preparo do ritual acabam reservando uma sala privada em um restaurante japonês tradicional. Muitos deles, oferecem pacotes especiais para Okuizome e outras celebrações tradicionais.

Algumas famílias também optam em chamar parentes e amigos próximos para participar da cerimônia e também para degustarem da comida, pois apesar do banquete celebrar os 100 dias de vida do bebê, ele ainda não tem idade suficiente para comer, então são os adultos que acabam fazendo a festa com tanta fartura.

Enfim, o Okuizome, que é também chamado por muitas pessoas de Okuihajime nada mais é do que uma forma especial de uma família japonesa celebrar os primeiros 100 dias da vida de uma criança! É uma data tão importante quanto o Hakusai Shosho, uma cerimônia para celebrar o centésimo ano de vida de um japonês.
Muito legal a cerimônia Okuizome não acham?

Vejam uma amostra de como é o Okuizome

Fonte: Japão em Foco