Comportamento

Cientistas criam band-aid que muda de cor sobre infecções

A resistência que alguns indivíduos desenvolvem a certos antibióticos é causada por micróbios que passam por um processo de mutação e conseguem desviar das investidas de defesa que o corpo faz ao tentar mata-las. Esse tipo de manobra é muito perigoso para a saúde, pois torna os métodos de eliminação de bactérias cada vez mais ineficientes.

Pensando nisso, um time de cientistas chineses desenvolveu um meio efetivo para identificar se os indivíduos possuem algum tipo de resistência a antibióticos, lidando diretamente com a bactéria. É uma espécie de band-aid que, através das cores, ajuda o profissional da saúde a verificar se o indivíduo possui algum tipo de bactéria infecciosa e se ela é resistente a antibióticos. O método promete economizar tempo e acelerar o processo de cura.

Como funciona o band-aid que muda de cor

Quando em contato com uma pessoa, o band-aid, de cor verde, permanece com a mesma cor caso não haja qualquer infecção. No entanto, caso o resultado seja positivo, ele muda para amarelo devido a acidez que vem junto com uma infecção.

Nessa última possibilidade, o próprio band-aid libera um antibiótico para lidar com a infecção rapidamente, antes que ela possa causar mais dano ao se espalhar pelo resto do corpo.

Além de verde e amarelo, o band-aid pode também adquirir a cor vermelha, indicando que há uma bactéria resistente a certo antibiótico. Nesse caso, com um auxílio de uma fonte de luz sobre o band-aid, é liberada uma espécie de oxigênio reativo capaz de matar ou enfraquecer a bactéria, fazendo com que a infecção se torne mais suscetível a antibióticos.

O band-aid ainda não foi testado em seres humanos, apenas ratos, mas ambas as possibilidades – verificar se há infecção e tratar bactérias resistentes a antibióticos – foram testadas com sucesso pelo time.