Notícias

Japão anuncia volta do futebol para 4 de julho e jogos poderão ter público a partir de 11 de julho

A J.League, liga profissional de futebol do Japão, anunciou hoje as datas para o retorno das competições: 4 de julho para a primeira divisão (J1) e 27 de junho para a segunda (J2) e terceira (J3) divisões.

A princípio, os times vão jogar apenas contra adversários geograficamente mais próximos para diminuir as viagens e riscos de infecção. O novo calendário deve ser anunciado dia 15 de junho e espera-se que seja possível disputar todas as rodadas sem maiores mudanças no regulamento – até agora, está confirmado que não vai ter rebaixamento. A liga vai montar um sistema interno de testes – jogadores, árbitros e funcionários dos clubes serão testados a cada duas semanas.

Internet Móvel

O futebol no Japão havia sido interrompido com apenas uma rodada da J1 disputada, nos dias 22 e 23 de fevereiro. A J2 e a fase de grupos da Copa Levain também só tiveram uma rodada antes da interrupção, enquanto a J3 ainda não tinha começado. Agora que o número de infecções diárias por coronavírus reduziu bastante e está estabilizado no país (nas últimas duas semanas sempre com menos de 100 casos por dia e na última semana sempre com menos de 50, com total de 16.683 casos confirmados e 867 mortes até ontem) e o governo suspendeu o estado de emergência em todas as províncias, todos os clubes já foram liberados para voltar aos treinos.

Possibilidade de jogos com público a partir de 11 de julho

A J1 poderá ter jogos com público já na segunda rodada após o retorno. A partir de 11 de julho, será liberada a entrada de torcedores com duas limitações: 50% da capacidade do estádio e no máximo 5 mil pessoas. A partir de agosto, a restrição passa a ser apenas 50% da capacidade do estádio. Essas medidas podem ser adiadas caso o número de infecções por covid-19 volte a aumentar no país. Seguindo o exemplo do Campeonato Alemão, que voltou no dia 16 de maio, uma série de medidas envolvendo o distanciamento entre as pessoas no estádio serão implementadas, como um número máximo de pessoas para cada área do estádio, jogadores separados na hora da foto do time, comemorações sem contato e garrafas de água individuais. O número de fotógrafos e gandulas à beira do campo será reduzido. Para a tristeza de muitos, mascotes não serão permitidos por enquanto.