Nacional

Time de futebol de região próxima ao acidente nuclear de Fukushima cresce com ajuda de jogadores brasileiros

Há oito anos, o Japão sofreu o pior terremoto já registrado em sua história. O tremor gerou um tsunami, e ondas de até 10m atingiram em cheio o litoral da região de Fukushima, danificando estruturas do Complexo Nuclear da cidade. Mas, em meio ao cenário de quase 20 mil mortos e diversas consequências pelo vazamento de material radioativo, nasceu um clube de futebol que vem recuperando a esperança e é motivo de orgulho: o Iwaki FC.

E assim como qualquer lugar que vive processo de reconstrução, o clube ainda caminha lentamente. O Iwaki disputa um torneio regional para tentar chegar ao equivalente à Série D. Mas suma estrutura é de clube de elite.

Internet Móvel
Zagueiro brasileiro Wesley é dos atletas que constroem o Iwaki FC — Foto: Reprodução

– Quando eu cheguei aqui foi uma coisa impactante. O clube tem até uma rede de TV própria. Aqui todo dia eu vou me impressionando mais porque cada dia tem uma novidade – disse o zagueiro brasileiro Wesley, de 26 anos, ao Esporte Espetacular, que tem na comissão técnica o compatriota Carlos Alberto Gonçalves, preparador físico.

Mas o objetivo do Iwaki FC é ir além do aspecto esportivo.

– Queríamos ajudar na reconstrução da região. Não só reerguer prédios e casa. Resgatar o orgulho. Começar do zero. Um clube diferente. Com uma filosofia própria. Oferecer alegria, emoção. Reaquecer a economia local – explicou o presidente do clube, Sotoshi Okura.

Dentro da área do CT existe um centro de distribuição de equipamentos da marca que é fornecedora de uniformes do Iwaki FC. E há muitos atletas do elenco que realizam jornada dupla: pela manhã são atletas. À tarde dão expediente como funcionários da confecção.

Jogador do Iwaki FC tem jornada dupla e trabalha em confecção de materiais esportivos — Foto: Reprodução

Muitos produtos vão diretamente para uma grande loja que faz parte do complexo do CT, onde também existem restaurantes, clínica de fisioterapia e curso de idiomas abertos à comunidade, que têm acesso aos treinamentos em determinados dias da semana, criando uma ligação bem próxima entre moradores da cidade e jogadores do clube.

– Nosso projeto é estarmos na Primeira Divisão em cinco temporadas, para levar o nome da nossa cidade e da nossa região onde eles merecem estar – ressaltou o presidente do Iwaki FC.

Pelas ruas da cidade as bandeiras do Iwaki usam o lema do clube: caminhar para o sonho. E o sonho de toda a região de Fukushima é usar o passado triste como ferramenta de união na construção de um futuro de vitórias.

União de empresários locais deu estrutura de elite ao Iwaki FC, que ainda tenta disputar o equivalente à Série D do Japão — Foto: Reprodução