Comportamento

O simbolismo do Grou no Japão

Grou e o seu significado para o povo japonês
O grou é um dos símbolos mais tradicionais do Japão, considerado tesouro nacional. Os japoneses acreditam que o grou é uma ave sagrada que simboliza paz e vida longa. Elas também simbolizam o amor conjugal e a fidelidade, porque essas aves são monogâmicas, ou seja, depois que um casal de grous se une, só a morte os separa.

Nos casamentos, muitos costumam juntar os amigos e parentes para dobrar mil origami de tsurus dourados (dobradura do grou) para dar sorte, fortuna e vida longa para o casal. É comum também ver várias noivas vestidas de Uchikakequimonos formais de casamento, onde belas imagens de grou estão bordadas.

quimono de casamento garças

Internet Móvel

Existem mais de 15 espécies de grous que habitam o planeta, porém o mais majestoso é o grou japonês (Grus japonensis), comum no leste asiático.

Esta espécie, cujas penas são brancas e possui uma coroa vermelha no topo da cabeça e que podem chegar a cinco metros de altura e mais de seis metros de envergadura, estão entre as mais raras do mundo. Estima-se que no Japão, exista apenas 1000 delas.

Grou japonês

Assista à dança de acasalamento dos grous (parece um balé):

Nem cegonha, nem garça… é grou!

É importante salientar que o grou não é cegonha e nem garça, embora tenha algumas semelhanças e seja comum as pessoas e confundirem. Esta ave é tão presente na cultura japonesa que até está impressa no verso da nota de ¥ 1.000. Na frente está a foto do escritor Natsume Soseki, um dos maiores romancistas do Japão.

nota de 1000 ienes
Há uma lenda que diz que o grou pode viver até mil anos e por causa disso que acabou sendo associado à longevidade e sorte. Passou então a ser representada especialmente através da arte como dobraduras, literatura e folclore.

Os japoneses se referem a essa ave como “o pássaro da felicidade” e o chinês como “pássaro celeste” por acreditarem que esta ave seja símbolo de sabedoria e também por uma lenda que diz que as suas poderosas asas são capazes de levar as almas para o paraíso, ou seja, para os níveis mais elevados de iluminação espiritual.

Sendo assim, a ave representa o canal entre o mundo dos vivos e dos mortos e por isso é comum ver a imagem do tsuru sendo colocada em caixões, com o objetivo de que a alma do morto seja levada para o céu em seu voo. Dar um origami de tsuru a um amigo, indica desejar sorte, felicidade e vida longa a essa pessoa.

A ave que deu origem a todas as outras

Dizem que essa ave é a “Mãe de todas as aves”, pois se acredita que possam ser os pássaros mais velhos da Terra. Diz a lenda, que estes pássaros faziam companhia aos eremitas que faziam meditação nas montanhas. Esses eremitas tinham poderes místicos e fizeram com que o grou pudesse viver por mil anos.

Essa tradição proveniente de tantas lendas e histórias tão cheia de significados, ainda sobrevive, mesmo ao longo de muitas gerações. Há um lugar em Hokkaido, chamado Tsurui, um dos maiores santuários do Grus Japonensis no Japão, que está entre as 100 paisagens sonoras do Japão, por causa do grande ruído que as aves fazem.

Grus japonensis em Tsurui

Origem do origami de tsuru

Com o passar do tempo, o tsuru evoluiu para a arte das dobraduras, chamados no Japão de origami, e passou a ser o tema mais popular, onde crianças e adultos passaram a dominar esta arte. Pouco depois do fim da Segunda Guerra Mundial, os tsurus de origami passaram também a simbolizar a esperança e a paz através de Sadako Sasaki e sua inesquecível história de perseverança.

Diagnosticada com leucemia depois de ter sido exposta à radiação após o bombardeio de Hiroshima, Sadako resolveu dobrar mil tsurus na esperança de ser recompensada ​​com saúde, felicidade e paz eterna. Infelizmente ela morreu pouco antes de chegar ao seu objetivo, porém sua determinação em se curar e sua esperança pela paz mundial emocionou milhões de pessoas do mundo inteiro.

Veja como fazer um grou de origami:

Todos os anos, milhares de tsurus de todas as partes do mundo, são enviadas ao memorial de Hiroshima, representando o desejo contínuo da humanidade pelo desarmamento nuclear e a paz mundial. A tradição de dobrar mil grous ou tsurus, é chamado no Japão de Senbazuru e até hoje é bastante popular no Japão.

Costuma-se fazer isso, quando um amigo ou parente está enfermo, na qual as pessoas se juntam em um mutirão para cumprir a meta de 1000 tsurus, com o objetivo de que a pessoa se recupere mais rapidamente. Um belo exemplo de solidariedade. No Japão é possível encontrar até kits prontos para a montagem do Senbazuru:

Senbazuru Kit

Sagimai, a dança folclórica das garças

sagimai
A dança majestosa das garças é representada no Japão através de diversos rituais de danças no Japão. Um dos mais populares é o Sagimai (鷺舞), conhecida popularmente como “White Heron dance”, que se traduz algo como “Dança da Garça Branca“, um evento que acontece em várias partes do Japão, como Tsuwano, em Shimane, Kyoto, em Shiga e Asakusa, em Tóquio.

Esse evento já acontece há mais de 500 anos e se caracteriza por duas pessoas, geralmente um casal, que usam trajes de garça feitos de cipreste japonês, cujo peso pode chegar a 15 kg. A dança é suavemente sincronizada e romântica, imitando a dança de um casal de grous. Assista ao vídeo abaixo com uma demonstração:

Fonte: Japão em Foco