Notícias

NASA desenvolve motor que violaria as leis da física

Não está sendo um ano nada fácil para Albert Einstein e Isaac Newton. Os pais da Teoria da Relativade e o “descobridor” da força da gravidade andam sendo muito questionados por físicos e cientistas. Há quem esteja há uma vida tentanto comprovar que as teorias deles apresentam inconsistências e, agora, um engenheiro da NASA afirma que um motor desenvolvido pela agência espacial americana tem a capacidade de chegar a 99% da velocidade da luz. Se isso for comprovado, violaria tudo que se acreditava até aqui sobre as leis da física.

O engenheiro David Burns da NASA, é o responsável pelas afirmações que têm movimentado o mundo da ciência. Contudo, ao mesmo tempo em que garante estar otimista com a possibilidade de estar perto de uma tecnologia para um motor capaz de atingir a velocidade da luz, ele mantém os pés no chão. Garante que será o primeiro a jogar tudo fora caso alguém possa realmente comprovar que o motor não funcionaria.

Internet Móvel

O que poderia dar errado?

Para alguns cientistas, o projeto de Burns é irreal, já que o motor teria que ter cerca de 200 metros e exigiria 65 megawatts de energia para funcionar. E o resultado, segundo os pesquisadores, seria o mesmo que a força usada por uma pessoa para digitar em um teclado. Isso torna o projeto do engenheiro da NASA um tanto quanto questionável, já que aparentemente sua única visibilidade seria um teste em um ambiente sem atrito, como o espaço.

Também é importante lembrar que para toda ação existe uma reação (conhecida como a Terceira Lei de Newton): para impulsionar um motor para a frente na velocidade da luz, a força inversa seria inevitável e talvez o resultado fosse desastroso.

Para tentar comprovar a sua ideia, o engenheiro Burns tem usado um vídeo que mostra como o motor helicoidal que atingiria a velocidade da luz funcionaria. Clique aqui e assista.