Comunidade Destaque

Neste domingo tem Festival Brasil em Tóquio. Confira as atrações

O Festival Brasil é a maior festa brasileira realizada no coração da capital japonesa. Todos os anos o Yoyogi Parque se torna por dois dias território “brasileiro” as cores verde e amarelo tomam conta do local ao ritmo da ampla variedade de estilos da música popular brasileira. A típica culinária e a alegria ganham destaque durante os dois dias de Festival. A CCBJ realiza o evento há 14 anos com a intenção de promover a imagem positiva do Brasil no Japão e a integração dos dois povos. Este ano o evento será realizado nos dias 20 e 21 de julho com dezenas de artistas brasileiros e japoneses. O tema do evento é “FROM RIO TO TOKYO” Com as rainhas do Carnaval do Rio de Janeiro.

(Veja abaixo as atrações do dia 21 domingo)
Para conferir as atrações de sábado do dia 20. Clique Aqui

Internet Móvel

1- Quer Swingar Vem Pra Cá


O grupo Quer Swingar Vem Pra Cá completou sete anos em maio. São japoneses que tocam diferentes instrumentos musicais para o samba. Eles participaram do Carnaval carioca como integrantes da Unidos de Vila Isabel.

O grupo Quer Swingar Vem Pra Cá vai se apresentar no palco e depois vai desfilar pelo Festival Brasil.

2- Grupo Cadência

O Grupo Cadência foi criado em 2013 pela iniciativa do percussionista Mashu Miyazawa. O grupo vai tocar no Festival Brasil 2019.
O grupo conta também com Takeshi Obana (violão sete cordas), e Dario Sakumoto (cavaquinho), Tokuhiro Doi (clarinete), Mitsuhiro Wada (trombone), e atua na região de Tóquio para apresentar repertório formado pelos clássicos do choro e do samba dos grandes autores como Noel Rosa, Wilson Baptista e Pixinguinha.

3- Rebeca


A brasileira Rebeca Yamada trabalha como artista desde pequena. Ela já lançou CD com a produtora Alex como Suzie Rosso, em 2017. Em breve, Rebeca vai lançar um novo projeto de trabalho.

4- Roberto Casanova e Mika da Silva

O brasileiro Roberto Casanova, vencedor do concurso Nodojiman, da NHK, vai se apresentar no Festival Brasil da CCBJ. O show será junto com a cantora Mika da Silva.

Roberto Casanova e Mika da Silva receberam o prêmio Brazilian International Press Awards Japão, em 2012. Casanova já se apresentou em diferentes programas da TV Globo, no Brasil.

5- MC Beto do Tensais MC’s e Amigos

MC Beto é líder do primeiro grupo de hip hop nipo-brasileiro no Japão chamado Tensais MC`s. Começou em 2000 e tem quatro CD`s lançados. Nos últimos seis anos tem sido MC principal do palco Ai Land, do Festival da Terra Kanagawa, além de participar de alguns eventos de hip hop da comunidade.

MC Beto vai se apresentar junto com MC Franja, integrante do grupo Rap Epycentro. MC Franja atua no Japão falando da realidade da comunidade em suas letras.

A apresentação também terá presença de Favela Oriental. Esse grupo existe desde 2002, mas com nova formação há quatro anos. Os membros são Choco7at, da zona sul de São Paulo, e GDR, de Mato Grosso.

6- AM FM

A banda AM&FM é originária da província de Gunma, cidade de Oizumi. Com um estilo eclético voltado para o Pop-rock nacional e Internacional dos anos 80,90 e 2000. A banda AM&FM, se prepara para participar da *14 edição do Festival Brasil em Tóquio, trazendo muitas novidades. O líder da banda Marcerlinho diz que a banda vem com o repertório novo e com a formação repaginada com novos integrantes.

A banda é formada por: Marcelo Hatanaka (vocal e guitarra) Ishiro ( Teclado ) Felipe ( Guitarra ) Muramatsu ( Baixo ) Isamu ( Bateria )

7- Netto Pio

Marcando a terceira participação no Festival Brasil da CCBJ, o cantor, compositor e instrumentista Netto Pio vai se apresentar no evento novamente. Ele iniciou a carreira aos 13 anos tocando cavaquinho e não parou mais.

Formado pela Escola de Música & Tecnologia, ele morou em Londres para aperfeiçoar o repertório internacional. Já se apresentou em festival na Europa e em eventos com Dudu Nobre, Diogo Nogueira, Elza Soares, etc. Já se apresentou em mais de 15 países, mostrando a originalidade como compositor e as roupagens do clássico do MPB.

Netto Pio lançou, no dia 5 de julho, o terceiro CD autoral de MPB. Intitulado “Surreal”, no Brasil.

8- Carnavacation


A banda japonesa Carnavacation, que foi formada em 2015 por nove integrantes, entre eles, o líder Cantas Murata, vai se apresentar no Festival Brasil 2019. O grupo mescla vários estilos musicais desde funk, soul, pop, rock, música popular japonesa até ritmos brasileiros e já lançou várias músicas originais como Enoshima Melody Love e Koe Atsumete. A banda faz apresentações nas casas de show em Tóquio e Kanagawa mensalmente. O vocalista Cantas Murata, que é autor de todas as músicas da banda, produz também jingles comerciais.

9- Via Brasil


Com mais de 30 anos de carreira, a Banda Via Brasil, contagia o público ao ritmo da bossa nova e samba.

A banda é formada por Nerô Niwa, Ronaldo Fonseca, Marcus D Lopes, Gosuke Tsubone e Paulo Silva.

10- Touma Rose


Toma Rose é um cantor e compositor brasileiro que também dança, atua e tem carreira de modelo. Ele é fluente em quatro línguas (japonês, inglês, português e espanhol). Desde que iniciou em julho do ano passado com o CD Eyes on You, já lançou três singles até agora.

11-Cecília Keiko & Roberto Fama

A dupla vem realizando apresentações no Japão inteiro. Essa é a segunda vez que Cecília se apresenta no palco do Yoyogi. A primeira vez foi em 2013 quando Luan Santana se apresentou no Brazilian Day, na época o programa Agenda Mais da IPCTV proporcionou o encontro da cantora com o seu ídolo. Cecília é portadora de necessidades especiais mas isso não há impede de cantar e encantar o público com a sua linda voz. A brasileira carrega na bagagem um repertório extenso de músicas nacionais e internacionais.

12-Davi Zew’s


Natural da terra de todos os santos, para a terra do sol nascente, o cantor baiano Davi Zew’s, atravessou os 7 mares parar radicar-se na terra do Sol nascente. Após lançar o sucesso: “Lá do Alto” em 2018, o cantor lançou o seu mais novo single: “Teus Braços” no início de Maio, do qual já tem mais de 20.000 plays, e também cantará no palco do Festival Brasil 2019 em Tóquio. A nova canção traz uma fusão de música folk, eletrônica, juntamente com pitadas de percussão da Bahia (sua terra natal) & Cellos de orquestra. A letra aborda a temática nua & romântica do cotidiano de muitos casais (Amor, Discussões & Reconciliações).

Em solo nipônico desde 2012, o cantor, compositor, multi instrumentista já foi premiado na categoria “Melhor CD de Música Brasileira na Ásia” pelo Brazilian Internacional Press Awards, participou de programas de TV, comerciais de TV japoneses, teve sua música, “Cruzando os Sete Mares”, como tema de abertura do Festival Cinema Brasil no Japão, além de videoclipes lançados pela Disk MTV BR, MTV Brasil, Vh1 e PlayTV.

O cantor também chamou a atenção em grandes festivais musicais, como o Brazilian Press Awards em Fort Lauderdale (Flórida), Brazilian Day Tokyo e Festa do Brasil Nagoya, onde dividiu palco com artistas consagrados como: Preta Gil (2012), Guilherme Arantes (2014), Luiza Possi (2015), Paula Lima (2016) e Toni Garrido (2018), Vinícius D’Black (2019).
YouTube
https://www.youtube.com/watch?v=e_3a_WKRuHI
Instagram
www.instagram.com/davizews

Especial

As rainhas de bateria do Carnaval do Rio de Janeiro vão fazer um show especial no Festival Brasil 2019, evento organizado pela Câmara de Comércio Brasileira no Japão (CCBJ). Isto porque o tema deste ano é “From Rio to Tokyo”, pelo Brasil ter sediado as Olimpíadas e Tóquio ser a cidade-sede no próximo ano.

As convidadas especiais são:

Camila Silva, rainha de bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel.

Evelyn Bastos, rainha de bateria da Estação Primeira de Mangueira.

Bianca Monteiro, rainha de bateria do Grêmio Recreativo Escola de Samba Portela.

A Banda Misto Quente, formada por japoneses, abre o show de encerramento do Festival Brasil. Os instrumentos e as fantasias são trazidos do Brasil.

Depois os cantores Mariângela Ramos, Leo Nakayama e Marcos Ramos entram no palco para cantar samba-enredo e levantar a galera para o clima de Carnaval. Vai ter batucada do “Pout-pourri de sambas-enredo Setor 1” do Japão.

Mineira, Mariângela foi levada pelos pais numa escola de samba quando tinha 3 anos. Esse foi o primeiro contato com o samba e não parou mais.

Foi passista e se tornou a primeira mulher no Estado de Minas Gerais a fazer malabarismo com pandeiro. Este foi o trabalho que a trouxe ao Japão.

Marquinhos Ramos também é mineiro e vem divulgando a cultura brasileira com suas iniciativas em produção cultural, o que envolve música e cinema. Dirige a Tupiniquim Entertainment.

O show terá também performance de Marco Muramoto e Malandros e Capoeira Tempo.  Mais informações sobre oo FESTIVAL BRASIL no https://www.facebook.com/events/305096213773672/