Nacional

Produtos artesanais tradicionais do Japão

Arimatsu – Narumi Shibori

Data da designação como produto artesanal tradicional04 de setembro de 1975.

Internet Móvel

Principais produtosTecidos de quimono, de yukata (vestimenta tradicional de verão), de tecidos para decoração de interiores, etc..

Nome das associações locaisAssociação de Indústria de Shibori da Província de Aichi.
Telefone: 052-621-1797
Fax: 052-621-1244

História da região dos fabricantes

O registro histórico conta que esta arte foi iniciada por Takeda Shokuro, que fabricou a toalha “Tenugúi” (estilo Mameshibori) pela primeira vez, adotando o método transmitido pelas pessoas que participaram da construção do Castelo de Nagoya na Era Keicho (1865 ~ 1869), e começou a vendê-la como “Kukuri Shibori (estilo Kukuri)”.

Característica do produto

O tingimento do estilo “Kukuri” cria uma expressão peculiar no tecido e somente pode ser realizado manualmente, adotando aproximadamente 100 variações de técnicas, tais como: “Kumo Shibori”, “Arashi Shibori”, “Sekka Shibori”, etc.. Utilizando estas técnicas, é possível produzir uma ampla variedade, desde tecidos para quimonos “Furisode (Quimono de mangas longas para solteiras)”, “Homongi (Quimono semi-formal para casadas)”, tecidos de algodão para yukata e roupa, tecidos para decoração de interiores, etc..

Método de fabricação

Desenha-se o padrão em papel resistente, que é recortado de acordo com a estampa e define-se o desenho, passando a tinta extraída da tradescância (Commelina communis) no padrão sobre o tecido. O tecido é amarrado com barbante de algodão, seguindo o desenho. A parte que foi amarrada não é tingida e, ao retirar-se o barbante, aparecem diversas estampas. Como processo final, o tecido é exposto ao vapor e depois, passado a ferro. Para fabricar o produto, leva-se uma média de 50 a 60 dias, passando pelas mãos de vários profissionais especializados.