Notícias

Depois de 2020, Japão pode voltar a sediar os Jogos Olímpicos em 2030

Não vai dar nem tempo de sentir saudade. O Japão quer voltar a sediar uma edição dos Jogos Olímpicos dez anos depois dos Jogos de Tóquio, em 2020. A capital japonesa vai receber a edição de verão do torneio no próximo ano. Agora, a cidade de Sapporo, que fica a 800 quilômetros ao Norte deve se candidatar para receber os Jogos de Inverno em 2030.

Caso a candidatura de Sapporo vença, a cidade voltaria a receber os Jogos Olímpicos de Inverno. Isso porque a cidade japonesa já sediou o torneio de inverno em 1972. Agora a cidade vai começar um trabalho de coordenação interna para apresentar a candidatura de maneira oficial.

O interesse da cidade em sediar os Jogos Olímpicos de Inverno não é novo. Organizadores tinham apresentado uma candidatura para receber a edição de 2026. Mas o projeto não foi pra frente. Isso porque um grande terremoto atingiu a região de Hokkaido, região da cidade, em setembro do ano passado. Logo depois do desastre natural, a candidatura foi retirada.

A polêmica

Seja como for, já dá pra dizer que Sapporo vai receber as competições olímpicas. Mas calma. Não se trata de uma previsão do futuro. Não estamos falando de 2030. Estamos falando aqui dos Jogos Olímpicos de Verão do próximo ano. A cidade vai receber algumas provas dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Acontece que a cidade, que fica a 800 quilômetros ao Norte de Tóquio, é bem mais fria do que a capital japonesa. Assim, os atletas da maratona e da marcha atlética teriam um ambiente menos quente e úmido para competir. A mudança na cidade da prova, no entanto, criou uma atrito diplomático. A governadora de Tóquio, Yuriko Koike e o prefeito de Sappporo, Katsuhiro Akimoto, chegaram a trocar algumas indiretas públicas.

O processo

Até agora, sabe-se publicamente que duas cidades estão na disputa para sediar os Jogos Olímpicos de 2030. Além de Sapporo, a cidade de Salt Lake City também anunciou o interesse. Salt Lake City fica em Utah, nos Estados Unidos. Caso vençam, os Estados Unidos fariam uma espécie de dobradinha. Isso porque a cidade de Los Angeles vai receber os Jogos Olímpicos de verão de 2028.